sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA, DÁ ULTIMATO À COMISSÃO DE ADMINISTRAÇÃO DA AUGI 18 DO PINHAL DO GENERAL (Fernando Serpa), ATÉ 15 DE JANEIRO DE 2010

Exmº Sr. Presidente da
Câmara Municipal de Sesimbra
Augusto Pólvora
Rua da Republica, 3
2970-741 Sesimbra

Entregue em mão

Data: 2 de Dezembro de 2009

Exmº. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, Augusto Pólvora.

Relativamente ao debate na A.M de 27/11/2009, sobre o ponto 21º, vou fazer uma síntese muito reduzida sobre o mesmo. Começando pela deliberação de Câmara, que deu mais um ultimato, até 15 de Janeiro de 2010, para a “comissão” do Pinhal do General, cumprir a ordem de trabalhos deliberada em Câmara. Caso essa Assembleia não se realize, o Sr. Presidente disse que vai realiza-la reunindo 5%.

Sr. Presidente, ao abrigo da Lei, a Câmara não tem legitimidade nem competências para convocar a Assembleia, (Artigo 11º.) a Comissão de Administração ou um grupo de proprietários ou comproprietários, é que têm essa legitimidade e competência.

Há 5 anos que o grupo de comproprietários, que represento, anda a lutar para adquirir da Câmara os elementos essenciais (não existem na Câmara), para reunir essa Assembleia. Artigo 16º. Destituição da Comissão de Administração.

Se o Pinhal do General tivesse sido devidamente delimitado ao abrigo da Lei como AUGI, o grupo de comproprietários, quando tomou esta iniciativa em fins de 2003, já tinha reunido a Assembleia. Quando em 2005, questionei pela primeira vez o Sr. Presidente da Câmara Municipal, sobre a AUGI-18 do Pinhal do General, a Câmara Municipal , deveria procurar fornecer os esclarecimentos necessários e úteis de acordo com o previsto na Lei, mas como o Pinhal do General não é AUGI, não pôde nem me quis fornecer esses elementos, nº. 5 do artigo 9º.

É do entendimento do grupo de comproprietários, que o Sr. Presidente da CMS, Augusto Pólvora, deve exigir ao Sr. Fernando Manuel Vieira Serpa (Comissão) logo no 1º. Dia útil a seguir a 15 de Janeiro de 2010, as contas e os cadernos de encargos, e toda a documentação que diz respeito à considerada pela CMS (AUGI 18 Pinhal do General), e este tem que obrigatoriamente as entregar. Só a CMS é que as pode e deve exigir, porque é da exclusiva responsabilidade desta. E torna-las publicas, para que qualquer interessado em querendo as poder consultar, retirando assim deste modo, todos os poderes que o Sr. Fernando Manuel Vieira Serpa, tomou com o consentimento da Câmara. Assumindo assim, esta Câmara, toda e exclusiva responsabilidade, como é do seu dever, da reconversão dos avos do Pinhal do General.

Deve o Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, Augusto Pólvora, nos primeiros dias a seguir a 15 de Janeiro de 2010, convidar (não ao abrigo da Lei 91/95 de 2 de Setembro) todos os proprietários e comproprietários, para uma reunião formal, dando a conhecer desta forma, o ponto da situação do Pinhal do General, e publicar em todos os jornais locais e em um jornal nacional de maior tiragem.

Como resolver os avos do Pinhal do General.

Por força do Decreto-lei nº. 380/99 de 22 de Setembro, com a redacção que lhe foi dada do Decreto-lei nº. 316/07 de 19 de Setembro, republicado em Fevereiro de 2008, o Sr. Presidente da CMS toma uma iniciativa ao abrigo dos artigos 60 a 67, convida a Câmara Municipal do Seixal, que por coincidência, também é da CDU, e também teve maioria absoluta, e promovem os Planos Intermunicipais, para que a área do prédio 22.681 que a Câmara Municipal de Sesimbra lhe quer chamar (sua), passe a constar nos registos da conservatória do Registo Predial de Sesimbra.

Tal como à cerca de 5 anos atrás tenho vindo a falar da AUGI do Pinhal do General, e finalmente chegou ao ponto que está. Também tenho vindo a lembrar a alguns meses atrás, que a conclusão da revisão do Plano Director Municipal, (PDM) tem que passar pela conclusão da conformidade do Pinhal do General.

Se o Sr. Presidente da CMS, Augusto Pólvora, quiser e assim o entender, o grupo de comproprietários, que represento, está totalmente disponível para ajudar em tudo que seja possível. A resolução dos problemas da população está acima de tudo.

Quanto ao que diz respeito o Sr. Presidente dizer que disparei em todas as direcções ao escrever para várias entidades. Não me vou prenunciar, deixo para outras oportunidades. Disse no inicio que ia sintetizar o mais possível.

Dei conhecimento deste documento ás seguintes entidades:
À Presidente da Assembleia Municipal de Sesimbra, Dra. Odete Graça
Ao Sr. Presidente de Junta de Freguesia da Quinta do Conde, Sr. Victor
Antunes.
Ao Sr. Fernando Serpa (AUGI-18 Pinhal do General).


Respeitosos cumprimentos,


__________
Arlindo Funina






78 comentários:

Anónimo disse...

Como vai o sr.Serpa apresentar as contas dos cerca de 14 anos que lá esteve????

Como vai ser possivel cumprire a ordem de trabalhos com 9 pontos que foi deliberada na assembeleia municipal de 12 de Maio de 2009??

Só Polvura e Serpa, é que têm que se entender, a fatura a pagar é o mais pequenino.....

Anónimo disse...

Se há coisa que eu, como cidadão, não tolero, é o presidente Augusto Pólvora não fazer ideia do que dizia em relação à Augi 18 do Pinhal do General. Um presidente de autarquia sabe sempre o que diz e faz. Mas desta vez o presidente não percebia patavina. Senão vejamos: O Fernando Serpa estava a trabalhar bem. A culpa se alguma coisa estivesse mal era dos proprietários. Depois mandava os ..... escreverem artigos num pasquim, a dizer que estava tudo bem. Agora vem a Assembleia Municipal a deliberar o que deliberou. Sinceramente, haja juízo e carácter, temos que ser honestos. Agora o presidente dá um ultimato ao seu amigo Fernando Serpa. Só espero que esta convocatória para dia 9-01-2010, não seja mais uma manobra para iludir os tolos, a ver vamos. O que faz lá este Augusto Pólvora, afinal, não sabe nada desta tramóia orquestrada pelo Ezequiel e Fernando Serpa? É que contra factos, não há argumentos!
Senhor presidente, temos o DIREITO DE SABER A VERDADE, TEMOS DIREITO A ESSA CIDADANIA PLENA.

Arlindo Funina disse...

Comentario anterior.
Nas minhas intevençôes nas assembeleias monicipais durante os ultimos 4 anos sempre questionei o sr.presidente Augusto Polvura sobre a elgalidade do pinhal do general que nâo è AUGI,e a resposta foi sempre perantoria,isso é com voces compropriatarios.
Entam porque è que a CMS tomou uma posiçâo perante o sr.Serpa???
A Assembeleia que parese que o sr. Serpa quèr fazer. OS compropriatarios vâo egegir no inicio da Assembeleia,a lista ou listas de todos os Propriatarios, mesmo dos que compraram as suas casas, e dos compropriatarios, reportadas às certidôes referentes aos predios abrangidos pela AUGI registados na conservatoria do Registo Predial competente que obrigatoriamente tem que ser em Sesimbra(artigo 9.º da lei 91/95 de 2 de Stembro.

Manuel disse...

Sinceramente estou um bocado baralhado com este artigo que saiu no jornal Nova Morada, até parece que foi da cabeça do presidente Augusto Pólvora que saiu este ultimato.

Para mim esta cambalhota do presidente põe a nu esta trapalhada que dura há quase catorze anos, mas uma coisa é certa já não consegue limpar a suspeição que por vossa culpa foi criada.

Quem é inábil e se põe a jeito, sujeita-se às críticas ou, dizendo de outra forma: quem semeou os ventos, agora terá que colher as tempestades!

Anónimo disse...

Este destempero do presidente não é normal. É por estas e outras mais que o país está a dar em pantana. Haja decoro na maior parte da classe política!!!!

Jacinto Pereira disse...

Senhor Presidente da autarquia de Sesimbra o desespero nem sempre traz clarividência. A prová-lo está a deliberação da assembleia municipal. Assim podemos constatar que, quem tinha razão era o Senhor Arlindo Funina. É por isso estranho, que só agora dê este ultimato ao presidente da comissão do Pinhal do General. Será que os moradores do Pinhal do General não entendem que este situacionismo do presidente está a facilitar os negócios de lucro garantido? Deixo esta questão à vossa sabia apreciação. Queira o senhor presidente ou não, já não há volta a dar. Este pântano está agitado e assim terá que ter uma solução embora lhe custe. A exploração que o presidente da comissão tem feito durante 13 anos e do favor para os fortes, tem que acabar.
Saudações democráticas.

Anónimo disse...

O Presidente Arq. Augusto Pólvora não se devia ter calado. Se existiam irregularidades e ilegalidades deviria logo tê-las denunciado, em vez de andar com esquemas que em nada abonam para a sua imagem. Um presidente não tem que pensar em beneficiar ou prejudicar seja quem for. Tem que servir a população no seu todo.

Anónimo disse...

A resolução apresentada ao executivo da Câmara pelo Presidente Augusto Pólvora no que diz respeito ao ponto 3) "Prestação de informação sobre a situação financeira da Administração Conjunta por parte de Comissão de Fiscalização":
1 – Segundo conhecimento através de artigos publicados, não estamos perante Administração Conjunta porque a Augi 18 do Pinhal do General, não foi devidamente delimitada.
2 – Como é possível a Comissão de Fiscalização prestar informação ou emitir pareceres sobre a situação financeira da Administração se não foi eleita (à vários anos) como o previsto no n.º 2, do art. 16.º - A da lei n.º 91/95, de 02 de Setembro e suas alterações, que estabelece o seguinte: "O mandato da comissão de fiscalização é anual".
Onde está a Comissão de Fiscalização?????
Não estaremos perante mais uma trapalhada?????
Responda quem souber?!?!?!

Arlindo disse...

O comentario de Jacinto diz:

É por isso estranho,que só agora dê este ultimato ao presidente da comissâo do pinhal do general.

Este ultimato, dado ao sr. Serpa(que se diz ser presidente,que nâo è,porque nâo foi eleito,devido ao pinhal do general nâo ter sido devidamente delimitado) è para que este sr. Serpa, entregue os cadernos de encargos, as contas de quase 14 anos, e toda a documentaçâo referente à considerada pelo sr. presidente da CMS e, Câmara AUGI-18 desde quando se apoderou do pinhal do general. Porque, tal como em 20 de Julho de 1996, nâo è possivel comprovar a legitimidade dos compropriatarios participarem na Assembeleia que o sr. Serpa,parece querer fazer em 9/01/2010. Os compropriatarios vâo exigir a lista dos compropriatarios reportada à certidâo predial do predio ou predios. Como nâo existe,nâo è possivel realizar a Assembeleia.

A UNICA SOLUÇÂO È RENDER-SE À EVIDÊNCIA

Arlindo funina disse...

Anonimo de 6 de dezembro de 2009 das 18.59, està a dizer tudo no ponto 1 percebe-se que esta bem informado da lei

Ponto 2: como nâo foi delimitada, nâo è possivel impossar os orgâos representativos que è a administracâo conjunta sendo composta por os seguintes orgâos


a)Assembeliea de compropriatarios
b)Comissâo de administrçâo
c)Comissâo de fiscalizaçâo

Por coencidencia o comentario
a seguir ao seu è bem elucidativo

È UMA VERGONHA O QUE SE ESTÀ A PASSAR NO PINHAL DO GENERAL, TANTO
NO SEIXAL COMO EM SESMBRA

Arlindo Funina disse...

O sr. presidente da CMS Augusto Pólvora, e a Câmara, assim como o sr: que se apoderou indevidamente dos milhares e milhares de decontos,atualmente talves uns largos milhões de euros,SERPA,ainda continuam a mandar fortes tempestades de areia, juntamente com serradura,arvores,lama,água,etc,para os olhos dos comproprietarios, sabendo muito bem estes senhores,pelos factos consumados, devidamente documentados e fundamentados,que não conseguem cegar os comproprietarios devido estes, estarem protegidos por um escudo protector QUE È A LEI Nº91/95 DE 2 DE SETEMBRO,mas,ainda existem.

Não é possivel convocar a assembleia ao abrigo da referida lei.

O sr.presidente da CMS Augusto Póvora,pode e deve,sim senhor,convidar os comproprietarios para uma reunião (Assembleia) NÂO EVOCANDO A REFERIDA LEI.

Anónimo disse...

Os moradores do Pinhal do General merecem saber a verdade, seja ela qual for. Ou será que o silêncio e o esquema não é mais do que uma “jogada do Presidente”?

Anónimo disse...

A reacção do Sr. Funina perante a deliberação da CMS relativamente à AUGI nº 18 demonstra que não está nem nunca esteve preocupado com os residentes no Pinhal de General. O interesse do Sr. Funina deve ser outro, aliás,ao que consta o Sr. Funina é um profissional em matéria de AUGI's pois não é verdade que é proprietário numa AUGI em Palmela? Afinal,diga lá, porque é que gosta tanto de comprar terrenos em avos. Ser enganado uma vez, aceita-se, mas insistir no erro,já é questionável. Diga-nos lá,como é que a coisa vai em Pamela ?

Anónimo disse...

Então anónimo das 20:40 de 9/12
Diga lá porque é que o senhor Fernando Serpa também gosta de ser presidente das Augi? Ele tem mais que uma.
Diga lá à quantos anos já dura a do Pinhal do General? E porquê?
Diga lá se o senhor Fernando Serpa está ou não com a cabeça completamente perdida por causa da dita deliberação da Câmara Municipal de Sesimbra relativamente à Augi nº 18? Porquê?
Diga lá ele que pensava que era o dono da Augi nº 18 agora ficou tudo a nu com esta deliberação, é porque a sua gestão não é assim tão transparente como ele a apregoa?
Vai daí perder a cabeça (se é que alguma vez teve) e começou a ser ridículo ao escrever para os moradores do Pinhal do General Sesimbra a fazer queixinas.
Ora anónimo os moradores do Pinhal do General não são estúpidos, embora o senhor Fernando Serpa os tenha querido fazer durante 13 anos.
Diga-lhe que deixe de ser ridículo e comece a proceder como homenzinho....

Anónimo disse...

Já alguma vez ouviram contar a história do rato Fernando Serpa? Não!? Então vou contá-la, mas é preciso estarem com muita atenção. Então, aqui vai:
Era uma vez um rato muito feio com uma barriga enorme (será que ainda a consegue ver?) chamado Fernando Serpa, além destes defeitos que Deus lhe deu (ele lá sabe porquê) não deixa de ser um ratinho muito esperto, oportunista e V.... quanto baste. E não é que um dia no seu pequeno cérebro (mas deu para enganar os moradores do Pinhal do General), quando foi iluminado por um raio de luz enviado pelo seu padrinho (satanás), viu que tinha aqui na Augi do Pinhal do General um lugar onde os moradores iriam no conto do vigário. Ficou radiante. Agora é que vou sacar alguns Euros, claro, isto é coisa de rato.... Ao espreitar ficou admirado com tantos lotes 1450, ena , ena.... Fez contas. Acho que tenho aqui uma boa oportunidade, até ele conseguia ver isso, apesar de ser um rato, mas um rato muito esperto, que consegue aldrabar (V, R....) os pobres coitados! Ora acontece que alguns moradores mais esclarecidos não se deixaram enganar mesmo tratando-se de um rato esperto. Ao descobri-lo ficou fulo, porque apareceu alguém a dar-lhe cabo do arranjinho. O que fez com que ele perdesse o Juízo. Continua....

Queee Medooo disse...

Esse tal Serpa só de se olhar prá figura dele se vê o que ele é.
Coitado agora que apareceu alguém que está a pôr em pratos limpos o que ele faz, vem fazer ameaças, aíiii que medoooo. Digam lá se ele tem agilidade a não ser na língua, para fazer seja o que for?
O problema dele é ver a chucha a fugir debaixo dos pés. Só gostava de saber quanto dinheiro é que ele já sacou durante estes treze anos? Nisso nem um pio. Esta convocatória é mais uma aldrabice à Serpa. Alguém consegue saber pelo que vem escrito onde ele gastou o nosso dinheiro? Qual o sumiço dos milhões de euros que nós pagamos? Todos temos que exigir que as contas sejam bem descriminadas numa linguagem simples para que todos as percebam é que não se podemos esquecer que o Serpa é Dr. na arte de aldrabar, faz isso como ninguém. Foi por isso que se meteu nesta e noutras Augi. Dalgumas já foi corrido. Não podemos deixar que ele faça de nós estúpidos é o que ele está a fazer com este envelope que meteu na caixa do correio. Ele pensa, eles são burros, meto-lhe esta porcaria no correio digo umas mentiras sobre aquele que anda a descobrir o que faço e os parvalhões acreditam que nem uns anjinhos como tem sido até aqui. Enquanto isso vou enchendo os bolsos. Para mais como anda a justiça ninguém me faz mal, se fizerem tenho dinheiro deles para me defender.
Cuidado amigos, não vamos no conto do vigário, o Serpa é um vigaro sabido, mal se assim não fosse. Já viram algum aldrabão não ter a lição bem estudada?

Anónimo disse...

Sabem qual é a semelhança entre o rato de esgoto e o Fernando Serpa? É que ambos fazem tudo as escondidas.

Anónimo disse...

Então Serpazinho. Estás a ficar encurralado. Pois é, o biberom está a secar, grande chatice, tens que arranjar outra mama, porque esta do Pinhal do General esta-te a fugir. Foi bom não foi? Nota-se pela barrigana. Estás a tentar limpar a tua reles imagem, com cartas fuleiras colucadas nas caixas do correio. Mas já não há nada que tu escrevas ou que fales que te possa vir a limpar, porque estás mais sujo que pau de galinheiro. Enxerga-te homem. Mas isso é quase impossivél, da maneira que estás mirrado e redondo nem tu proprio deves conseguir olhar para ti.

Anónimo disse...

Óh Serpa, com a triste conduta que tiveste durante 13 anos de receberes individamente largos milhões de euros,sem ninguem saber para onde foram,sem nunca cumprives o contrato de urbanização,devias apresentare contas de 3 em 3 meses à Câmara e não te chamaram à pédra.

O sr. Funina tem razão,durante este tempo todo nunca se viu o Serpa(que encheu abarriga á custa do alheio) pornunciar-se, anda agora a meter nas caixas do correio umas aldrabices para se limpar,estás árásca,está a,acabar a mama.

Serpa,têns caráter de te apresentares na Assembeleia em 09/01/2010??

O que esperas dos comproprietarios se lá apareceres???

Anónimo disse...

Temos que ter muito cuidado com o rato, esta raça transmite a peste bubónica. É uma doença pulmonar ou septicemica, infectocontagiosa, provocada por Bacillus pestis, que se transmite ao homem pela pulga do rato. Antigamente esta doença dizimou grande parte da população europeia.
Não se aproximem muito do nosso rato, não vá ele morder alguém, porque as bactérias presentes na saliva do rato, Sadoku e Spirillum minus, esta última bactéria causa lesões ou feridas de difícil cicatrização.

M.E disse...

Utilizo este blog por que me espertou a curiosidade e é a única forma de dar conhecimento ao maior número de cidadãos, por que não estou para andar de porta à porta a distribuir papel que sai do meu bolso.

Fazer mais uma Assembleia que não passam de fantochadas, pela carta que recebi no correio (em mão) no dia 9/12/2009, não tem lógica. Já agora, caso a faça, não se esqueça de levar o comprovativo do vosso “vencimento” é, que tenho falado com outros moradores ninguém sabe quanto ganha. Só com uma apresentação de contas detalhada através de facturas (por acaso sabe ao que me estou a referir?) é que tenho a certeza que não estou a ser enganado.

Para mim tanto faz que esteja na gestão da Augi o Sr. A, B ou C, desde que não faça o que o Sr. Serpa tem feito.

Não conheço o Sr. Funina, quanto ao Sr. infelizmente já tenho conhecimento do que tem feito a muitas pessoas.

Sr. Serpa suba o seu nível, e tenha coragem para apresentar na assembleia de 9/01/2010, todos os documentos que comprovam onde gastou o nosso dinheiro durante estes treze anos. Por acaso sabe o que são facturas? È que uma factura não é qualquer papel assinado por um seu amigo. Só desta forma é que podemos ter uma opinião concreta sobre a sua honestidade.

Caso não proceda desta maneira é porque tem algo a esconder. Assim ninguém o pode levar a sério.

Note bem, o que se passa nas outras Augi para mim não me interessa. O que quero é que na Augi a que pertenço tenha à frente da gestão uma pessoa em quem possa confiar.

Anónimo disse...

O Fernandinho Serpa ter nível? Se ele nunca o teve como o vai ter agora?

Anónimo disse...

Tenho um lote no pinhal do general Sesimbra.

Não conheço o sr. Arlindo Funina mas sei que à muito tempo tem publicado nos jornais,sobre o pinhal do general contra a câmara.
Pergunto!?
Porque só agora o Sr. Presidente Augusto Pólvora tomou este procedimento contra o sr. Serpa
dando razão ao Sr. Funina??

Publicado no jornal FÒRUM da Quinta do Conde em 26/11/2009

CÃMARA DE SESIMBRA APROVOU ULTIMATO.

Anónimo disse...

Moro no Pinhal do General há já alguns anos. Pertenço, como é obvio, á AUGI-18. Já conheço o Sr. Serpa infelismente pelas piores razões possiveis e imaginárias, no que diz respeito a vigarice e falcatruas. Há alguns dias, recebi na minha caixa do correio, uns papeis, que ao ler, fiquei indignada. Não conheço a pessoa a que o Sr. Serpa, tanto difama, dizendo que é dono duma AUGI em Palmela. Deu-me a curiosidade de saber se todos os presidentes de AUGI, são como o da AUGI-18. Como trabalho perto das finanças de Palmela, dei-me á curiosidade, e fui sabar. Fiquei espantada. Este Sr. que o Serpa tanto difama nesses panfletos vergunhosos, è um Presidente HONESTO.A dita AUGI da lixeira como o outro diz, está legal, contas todas em ordem, Assembleias feitas a tempo e horas, e é uma pessoa muito bem vista tanto lá nas finanças de Palmela, como pela Presidente de Camara e assim como também pelo Presidente de Junta de Freguesia de Quinta do Anjo. Resumindo. È o Presidente de AUGI que todos os proprietários e comproprietários gostariam de ter.

Sr. Serpa.
Em vez de andar a difamar gente honesta e trabalhadora, devia-lhe era de seguir o exemplo. Mas isso já não está no seu sangue, aí só se encontra vigarice e trafulhisse, que só de um sangue tão contaminado como o seu, poderia sair tanta barbaridade e maldade com uma pessoa de bem, como é o emplastro como o Sr. tão vergonhosamente lhe chama.

O Sr. Serpa, já parou para pensar o quanto tem roubado ás pessoas do Pinhal do General? Não acha que lhe ficaria melhor se estivesse caladinho, fizesse a sua Assembleia de dia 9 de Janeiro sem levantar ondas. È que essas ondas da maneira que são, tão grandes vão o afogar.

Parabens ao Sr. Emplastro. Continue a lidar com a sua AUGI com a honestidade, lealdade e transparencia com que tem vindo a fazer até aqui.

Não o conheço, mas tenho a certeza que o vou conhecer em breve, na dita Assembleia de dia 9 de Janeiro. Vai ser uma grande palhaçada. Depois veremos

Anónimo disse...

Numa decisão histórica e que vai ficar para memória futura. A Assembleia Municipal de Sesimbra, aprovou em 12 de Maio 2009, uma deliberação que obriga o presidente Augusto Pólvora, a ultimar o senhor Fernando Serpa (que dizem que é o presidente da Augi do Pinhal do General) a apresentar contas dos vários anos em falta aos proprietários e comproprietários da Augi do Pinhal do General – Sesimbra. Afinal, senhor presidente Augusto Pólvora, muitos comproprietários tinham razão? A culpa não era só deles como afirmava V. Exa.? Agora sim, há luz no fundo do túnel, e o caso desta deliberação demonstra que nem tudo está perdido. A convocatória do Fernando Serpa para 9/1/2010, não está conforme a lei 91/95, de 02 de Setembro. Aguardamos para ver o que faz o nosso presidente Augusto Pólvora!

Anónimo disse...

Senhor Fernando Serpa, isso queria o senhor que todos os elementos que o contestam o deixassem de o fazer. Quanto ao falar cara a cara, não faltarão oportunidades. A lei 65/93 é nada mais nada menos que a LADA (Lei de Acesso aos Documentos Administrativos). Será que o senhor Fernando Serpa sabe ler? Se sabe? Não ande a mandar atoardas para o ar, enganando mais uma vez os comproprietários fazendo deles estúpidos? Senhores comproprietários, aqui temos mais uma verdade à Serpa! V. Senhoria Fernando Serpa, e para sua informação, é de borla, a Lei da Protecção de Dados Pessoais é a Lei n.º 67/98, de 26 de Outubro, (transpõe para a ordem jurídica portuguesa a directiva 95/46/CE, do parlamento europeu e do conselho, de 24 de Outubro de 1995, relativamente à protecção das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento dos dados pessoais e à livre circulação desses dados). Consegue acompanhar?

Antonio L disse...

Sr Serpa quem lhe passou a procuração para me estar a defender? Se sou ou não molestado pelo emplastro é problema meu, entende. Lá está o Sr. como é seu hábito a passar um atestado de atrasados mentais aos moradores do Pinhal do General. Tenha mas é vergonha.

Anónimo disse...

Senhor Fernando Serpa como é possível as escrituras serem feitas através de permutas e não por acção da divisão da coisa comum? O engraçado ou talvez não é, como essas permutas são feitas.
Ora, aqui vai, a parcela em avos, Pinhal do General, pertence à Conservatória do Registo Predial do Seixal – Prédio 22861, troca por um lote em metros quadrados (pertença do Senhor Xavier de Lima), Quinta do Conde, pertence à Conservatória do Registo Predial de Sesimbra – Prédio 3048. Até aqui tudo bem e normal. O caricato e que foge à normalidade é o que vem a seguir (uma permuta é uma troca de bens, não é o que se passa neste caso). Adiante, depois da permuta feita, o antigo dono da parcela em avos, vai registar o lote que recebeu em metros quadrados (pertencia ao Senhor Xavier de Lima) na Conservatória do Registo Predial de Sesimbra – Prédio 3048 e quem recebe a parcela em avos (Senhor Xavier de Lima) vai regista-la na conservatória do Registo Predial do Seixal – Prédio 22861. Até aqui tudo correcto. O que acho que não está correcto é o dono da parcela em avos fazer a escritura para metros quadrados e regista-la na Conservatória do Registo Predial de Sesimbra, ficando a viver ou na posse da parcela anterior registada na Conservatória do Registo Predial do Seixal.
Senhor Fernando Serpa, explique lá se isto é legal? Se algum dia estas escrituras ou como lhe chamam, forem parar à barra do tribunal o que poderá acontecer a estas pessoas?
Eu entendo a permuta, como uma troca de bens. Isto é, eu troco consigo uma casa, o senhor vai viver para minha casa, eu vou viver para a sua, aqui não se trata nada disso. A pessoa que era dono da parcela (depois desta tramóia toda) fica com o que tinha.
Será esta forma de fazer negócio legal?

Anónimo disse...

As escrituras são mesmo feitas como está no comentário de 19 de Dezembro?
Fiquei baralhado.

Anónimo disse...

Comentario de 9 de Dezembro de 2009 das 20.14 não gostou dos 3 comentarios anteriores identificados por Arlindo Funina,deve-lhe ter tocado na ferida e consertesa sentiu uma grande dôr. Não conheço este sr: consertesa o irei conhecer no dia 9 pelo que sei tem mais conhecimento do que eu,e está mais á vontade para fazer perguntas e responder.
Gostava de saber em concreto como são feitas as permutas«escrituras».

Será que é assim como está no comentario de 19 de Dezembro de 2009??? A pessoa fica no mesmo terreno que tinha com a escritura em avos indivisos???

A CMS e o sr: Serpa vão ter que explicar como foi feita esta tramoia. Eu só estou interessado em saber o que se passa,é onde o sr:Serpa esteve durante 13 anos.
Não estou interessado em saber o que o sr:Funina tem ou deixa de ter

Anónimo disse...

Onde irá realizar-se a Assembleia?

Arlindo Funina disse...

Anonimo de 5 de Janeiro das 14.31h

O ajuntamento de pessoas que o sr. Serpa a todo o custo lhe quer chamar assembleia,vai-se realizar na cave da junta de Freguesia da Quinta do Conde, na Av: Cova dos Vidros, e fica ao pé da rutunda

Qualquer pessoa pode assistir a este ajuntamento de pessoas.

Venha e traga um amigo

Anónimo disse...

E quando será a Assembleia? Dia 09 JAN? Estava a pensar levar também o Sr. Sardinha do Pinhal do General - Seixal e assim poderiam os 2 fazer um dueto!!..
Tenho dito.

Arlindo Funina disse...

Sim,Sim! Traga o Sardinha e os Carapaus, estão todos no mesmo barco, Sardinha,Serpa, e quem os Acompanha, São iguais, venha o diabo para escolha.

Anónimo disse...

Sr Funina ...
Quero dar-lhe os meus parabens pela sua intervenção na assembleia da augi dia 9 de janeiro. Aliás as pessoas já estão a ver quem é o sr.
Correram consigo de lá quando fez a sua apresentação... Parabens.
Quanto mais fala mais se enterra...
Gostei de ver . As pessoas já estão a abrir os olhos em relação a si. Está no bom caminho. No caminho da amargura... Nunca ouviu dizer.... quem semeia ventos colhe tenpestades.

TENHO DITO.

(Vamos ver se publica o meu comentário)

Anónimo disse...

Se o que o presidente Augusto Pólvora pretendia era, fazer parte daquela palhaçada que chamaram assembleia da Augi 18, conseguiu. É por estas e outras que o prestígio dos nossos autarcas anda pelas ruas da amargura.

António disse...

Como é possível o presidente da câmara de Sesimbra dar cobertura àquela trapalhada a que chamaram assembleia. Um presidente eleito pelo povo não deveria estar a favor dos mais favorecidos. Pra mim isto é vergonhoso. Só em Portugal! Ai meu rico fascismo! Para um democracia destas quero o Estado Novo.

P. R . C disse...

Foi revoltante ver o presidente Augusto Pólvora a dar cobertura ao Fernando Serpa.
O presidente Augusto Pólvora com a sua presença na mesa, pretendia transmitir aos comproprietários que a mesma estava legal, o que é mentira.
Já agora quem era aquele Senhor que estava no lado direiro do presidente Augusto Pólvora? Pelo que presenciei este Senhor estava ali a fazer um grande frete ou melhor devia sentir-se envergonhado pois esteve quase todo o tempo de cabeça baixa.
Viva a abrabiçe.
Que vai fazer o presidente Augusto Pólvora? Fico à espera.
Vim eu de tão longe para assistir a isto.....

Anónimo disse...

Augusto Pólvora e Fernando Serpa criaram uma das maiores embrulhadas de que há memória no que diz respeito ás Augis do país. O golpe não foi bem preparado o que lhes pode um dia sair caro. O que sei é que é verdadeiramente lamentável este espectáculo triste que o presidente da autarquia está a dar. Não estão, definitivamente, à altura do cargo que ocupam. Entretanto, combinaram aquela espécie de assembleia o que é verdadeiramente inaceitável!

anonimo disse...

Alem do memorando da cãmara sobre o sr. Serpa,desde á 4 anos de sempre mentir, e continua, não apresentação das contas intercalares. Foi aprovado na reunião de cãmara de 25 de Novembro de 2009, o ultimato até 15 de Janeiro para o sr. Serpa apresentar as contas dos anos em falta. As contas não foram apresentadas.Tendo em conta o memorando dos longos 4 anos.Será que o sr. Presidente Pólvora ainda vai admitir esta farsa???
Ou vai cumprir o que consta na deliberação de cãmara de 25-11-2009?? Já se passaram 15 dias depois do praso dado pela deliberação de cãmara.
Os comproprietários estão á espera do cumprimento da deliberação de cãmara.

Anónimo disse...

Caro Senhor Funina, dado ter 2 lotes no Pinhal do General, um no lado de Sesimbra e outro Seixal, tenho acompanhado com especial atenção as suas iniciativas louvando a sua persistência. Isto não significa que concorde com tudo o que tem feito. Por vezes fica a sensação de que está mais preocupado em "fazer parar" do que em tentar arranjar soluções, sob o pretexto de que é responsabilidade exclusiva da Camara e Serpa este imbrolio.

Tenho mais dificuldades agora é em entender a estranha estratégia de "parceria" com o senhor da AUGI 71 (por lá também cometem as mesmas atrocidades que a FF18) e o porquê de ter ido à assembleia da junta de freguesia de Fernão Ferro (29 Janeiro) "lançar" mais lenha para a fogueira da AUGI FF71. Digo pois na "pseuda-assembleia" em que participei na Quinta do Conde o senhor não teve a capacidade de apontar soluções, embora tivesse alguma razão do seu lado. As pessoas estão cansadas de profetas do mal, querem sim soluções e esse passo o senhor terá de dar, sob pena de perder credibilidade.

Funina disse...

Em primeiro de tudo, muito obrigado sr. anonimo(a)de 1 de fevereiro de 2010 das 10.28 por ter participado no meu blog, pelo que se presume tambem está no mesmo barco, conte ao seu vizinho do lado, a um amigo, que tambem esteja no mesmo barco, e participe neste blog e identifique-se para se juntar a nós, pois todas as ideias são descutiveis para levarmos o barco a bom porto.
Na AUGI-FF-71 Seixal presume-se que sejam cerca de 3000 comproprietários, eu tomei a iniciativa, ája mais alguem que se junte, para reunirmos e discutirmos edeias do que se ache que está bem, e do que se ache que esteja menos bem.
Concerteza o Sr. anonimo(a) conhece-me, eu é que não o conheço,

No segundo parágrafu diz ter dificuldade en entender. Claro! O Sr. anonimo(a) tem toda a razão. Como eu disse atrás, venha ter comigo e traga um amigo, ou mais, que estejam no mesmo barco, para reunirmos e discutirmos pontos de vista e edeias, não tenha qualquer complexo. Concerteza que haverá comproprietários com mais credibilidade do que eu. Eu tive a coragem de tomar a iniciativa em 3000 comproprietários.
Tenho muito gosto em lhe oferecer a copia do oficio da cãmara, e a minha resposta, que li em reunião de cãmara de 28 de janeiro, e em Fernão Ferro, deve constar nas actas da cãmara e Fréguesia.

O seu comentario veio dar-me, ainda mais alento, comente mais vezes. JUNTESSE A NÒS.

Anónimo disse...

Senhor anónimo de 1 de Fevereiro de 2010, 10:28, como pode alguém arranjar soluções para o Pinhal do General, Sesimbra, se isto foi transformado numa grande negociata deste o início?
Já viu, como as escrituras estão a ser feitas?
Acha estas escrituras legais?
Queira Deus que os que fizeram estas escrituras um dia não venham a ter problemas com as mesmas e quais poderão ser as consequências para esta falcatrua?
Já viu? Que tanto a câmara como o Fernando Serpa e Teresa estão de fora, se algo vier a acontecer?
Como pode alguém arranjar soluções estando o presidente Pólvra feito com o Fernando Serpa? Aquela assembleia (trapalhada) é bem elucidativa.

Jacinto Pereira disse...

Basta ver ao que se prestou o presidente da autarquia naquela assembleia para perceber aquilo que o Senhor Funina tem vindo a denunciar ao longo de cinco anos.

É ou não irresponsabilidade política?

É ou não é o QUERO, POSSO e MANDO?

É ou não é o fartar vilanagem?

Anónimo disse...

O que estava no lado direito do presidente Augusto Pólvora, é o Senhor José Alexandrino, que dizem que é o técnico responsável pelas AUGIS do concelho de Sesimbra. Isso explica tudo......

Anónimo disse...

Existem presidentes de câmara, vereadores, assessores, etc, etc que pouco fazem a não ser levarem para casa os milhares de euros por mês. Fora o resto ...... É esta democracia que os camaradas defendem? Democracia em Portugal não existe. Porque será que os presidentes de câmara não metem no site da autarquia o vencimento de todos aqueles que estão a viver à custa dos nossos descontos? O que teem a esconder? Acordem minha gente!

anonimo disse...

Anonimo 4 de Fevereiro 23.32

O Sr. José Alexandrino, O Sr. Presidente Augusto Pólvora e o Sr. Presidente da Junta de Fréguesia da Quinta do Conde, Victor Antunes. Apresentaran-se na mesa ao lado do Sr. Fernando Serpa no ajuntamento de pessoas de 09.01.2010 na Junta de Fréguesia da Quinta do Conde para o apoiarem com as suas presenças e intervenções, para dizerem aos presentes, para continuarem a pagar ao Sr. Serpa.
Sr. Presidente, as dliberações de cãmara são para cumprir.
As contas não foram apresentadas

Morador descontente disse...

O que está a fazer o Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, Augusto Pólvora, ao Pinhal do General é uma vergonha, o Povo sentem-se envergonhado com estes políticos de honestidade muito duvidosa.
Triste país este entregue aos bichos.....
Quando um presidente se põe ao lado daqueles que não respeitam a lei, como o faz o senhor Serpa está tudo dito.
Só gostava de saber quanto é que o Presidente Pólvora recebeu do senhor Serpa pelo favor?
É triste muito triste viver num país onde presidentes se prestam a dar cobertura a ilegalidades. Senhor Presidente Augusto Pólvora as leis da Republica são para cumprir.

Anónimo disse...

há aqui comentarios que não lembram a ninguem,os senhores esqueçem-se que esta situaçao vou criada pela CMSesimbra obrigando os popriatarios a criar uma associaçao,o que foi feito.Elementos estranhos á associaçao sempre difamaram todos o que por lá passaram,com os tais bilhetes nas caixas do correio em nome de terceiros,enfim as tretas do costume,ajudem é o SrºSerpa com ideias correctas e justas para que todos,digo todos os tenham o seu problema resolvido e não com guerras de palavras.

Arlindo disse...

Anonimo de 13 de Fevereiro 18.27

Antes de mais, quero agradecer a sua participação no meu blog.
Participe mais vezes.
A cãmara, gerou o embroglio, a cãmara é que tem de sair dele. É a cãmara e só a cãmara.
Os particulares não conseguem sair deste embroglio, nem resulve-lo.
Edentifique-se para serenamente discotirmos o assunto, e verá que é só a cãmara

Jacinto Pereira disse...

Senhor anónimo 13/2/10 18:27 deve pertencer à dita trupe na qual o senhor Trupe-zupa (Serpa) faz chantagem tentando extorquir (R) o mais que pode.
Acha bem este comportamento? Acha bem ele não apresentar contas? Acha bem ele facilitar os construtores e vendedores de terrenos? Acha bem ele mentir tanto às pessoas? Quem pode ajudar uma pessoa que é mentirosa e que nos prejudica tanto. Por isso não me venha com tretas.....

Anónimo disse...

Muito bem, Jacinto Pereira, a associação como o anónimo lhe chama é composta por uma Trupe de Elite e nesta comédia que é a Augi do Pinhal do General, convidaram Augusto Pólvora, Victor Antunes e José Alexandrino para os acompanhar. EH EH EH EH

Anónimo disse...

O presidente Augusto Pólvora ao dar o seu apoio claro e incondicional ao seu amigo Fernando Serpa em 9/1/10, transformou o velho problema da Augi 18 num novo enigma. Uma vez que isto parece conduzir à deselegante conclusão de que o presidente Augusto Pólvora não percebeu o seu próprio problema, desenvolveu-se a ideia de que o presidente Augusto Pólvora não levou na verdade muito a sério a deliberação da assembleia municipal. A satisfação dos comproprietários que se iriam ver livre do Fernando Serpa foi sol de pouca dura. Com este apoio do presidente vão aparecer dificuldades novas e graves. É assim compreensível que comproprietários mais esclarecidos tenham vindo a suspeitar que pudesse haver algo de errado com a maneira de estar do presidente da autarquia.
Aliás, vendo as coisas mais honestamente, em que consistiria exactamente a justificação que deu? Todavia, os esclarecimentos do presidente da autarquia na “assembleia” não passam de um círculo virtuoso.
É claro que esta “convocatória da assembleia” foi feita por motivos de conveniência, é um assunto mais complicado do que possamos imaginar. O apoio do Presidente Augusto Pólvora, ao Fernando Serpa, permite que ele deliberadamente contrarie a lei e faça uso da mesma para proveito próprio.
Vejamos onde isto nos conduz.

Anónimo disse...

Senhores presidente da Câmara Municipal de Sesimbra e Fernando Serpa, conseguem compreender que: nunca houve noite que pudesse impedir o nascer do sol e nem escuridão que apagasse o brilho da constelação.

Anónimo disse...

De facto o Senhor Fernando Serpa é um mentiroso, este mentiroso carece de memória, agora conheço dois, que considero não saberem falar sem mentir, resultado: Quando falam dizem sempre: “isto só pode ser feito assim.” Vá lá sejam uma vez honestos!... Talvez um dia cheguem a falar verdade, mas desde quando é que uma pessoa séria precisa de arranjar artimanhas para justificar o que não tem justificação?
Na boca do mentiroso, até a verdade é suspeita.
O homem já só é conhecido, na Quinta do Conde, pelo MENTIROSO!

Anónimo disse...

Convido-os a conhecerem o nosso Projecto para a Associação de Amigos do Pinhal do General!

www.viverpinhaldogeneral.blogspot.com

Obrigado.

Anónimo disse...

Participe Rastreios Tensão Arterial + Glicémia Capilar e Sessão Apresentação Grupo Cidadãos do Pinhal do General

www.viverpinhaldogeneral.blogspot.com

D + Pelo Pinhal do General

belem bispo disse...

Meus senhores. Este lavar de roupa suja é uma autêntica vergonha. O que interessa neste momento é resolver o problema da legalização dos lotes, com a elaboração de escrituras em M2.Tenho casa na vergonhosa Av. Alm. Reis, a que eu chamo o Muro da Vergonha.
Em 1987, paguei e outros como eu, as infraestruturas exigidas pela Câmara, e foi considerada a legalização, para isso estamos a pagar os impostos, como se vivessemos numa grande cidade. Para isso já é considerado urbano! Como toda a gente sabe o dinheiro entregue, não foi aplicado na Quinta do Conde. Passados 23 anos, não temos esgotos, e a rua é uma vergonha. Mais tarde, a Câmara lavou as suas mãos, a troco da criação das AUGI, e toca de exigir mais uns milhares de euros para fazer o mesmo, que há mais de 20 anos tinham prometido fazer. E para mim está tudo na mesma.
Moro numa Zona do País previligiada, em Oeiras ao pé do mar, mas tenho aí a minha casa construida com muito suor e carinho, onde não posso estar devido às péssimas condições de poeira.
Eu, não fui à dita reunião em Janeiro, mas umas semanas antes, tive uma audiência do sr. Presidente da Câmara, que me deixou um pouco perplexa, visto me parecer não ter condições para ajudar a resolver o problema.
O Sr. Funina, que eu penso não conhecer, há muito que anda a movimentar-se na contestação deste problema. Mas me parece que, pouco ou nada fez na tentativa de ajudar a resolver este assunto.
Como disse, não moro aí, mas gostaria de ter a alegria de convidar os meus filhos e amigos para poderem passar um dia sem pó, especialmente.
Afinal, quem é que me diz qual é o ponto da situação do empasse, para fazerem as escrituras e alcatroarem a Av. Alm.Reis, que já foi uma das mais importantes, no Pinhal do General.
Na esperança de que haja alguém que me possa esclarecer, apresento a todos os meus cumprimento.
Belém Bispo

António Cardoso disse...

Boa noite Sr.Arlndo Funina,

Publico aqui o anúncio feito, em Outubro de 2009, pela comissão de administraçao da AUGI FF71 de que realizaria a Assembleia de Comproprietários em Junho 2010. Aguardemos que aconteça e que decorra de forma mais produtiva que a vossa em Janeiro. Abraço.

Assembleia de Comproprietários AUGI FF71, Pinhal do General - Seixal

www.viverpinhaldogeneral.blogspot.com

Anónimo disse...

Belém Bispo, não sei porque se está a lamentar? Já viu, que mesmo assim está a defender o presidente da câmara. Coitado do presidente não tem condições para ajudar a resolver o problema, deve andar muito distraída ou talvez seja eu que ande distraída.
Fico contente por saber que está a ser prejudicada. Que o seu problema se mantenha por muitos e bons anos.
Presidente com gente desta podes fazer tudo que estás desculpado.

Anónimo disse...

Senhora Belém Bispo seja mais concisa. Quem anda a lavar roupa suja?
Acha mesmo quem põe a nu o que se passa no Pinhal do General é andar a lavar roupa suja?

Anónimo disse...

Belém Bispo
Quer o seu imovel em metros quadrados? Trabalhe,faça alguma coisa por isso,não esteja a espera que outros fassam por si.
Não é aceitavel defender o presidemte da Cãmara quando ele é o principal responssavel de tudo o que se esta a passar no pinhal do general.
Chama lavar de roupa suja a quem tem a curagem de infurmar tudo o que se esta a passar no pinhal do general? Pensou bem no que disse?

Anónimo disse...

REUNIÃO COMPROPRIETÁRIOS AUGI FF71 - PINHAL DO GENERAL, SEIXAL

DIA 24 JUL, ÀS 15H30, AUDITÓRIO JUNTA FREGUESIA FERNÃO FERRO

www.viverpinhaldogeneral.blogspot.com

Anónimo disse...

hoje foi uma gargalhada no pinhal do generral.o servente do sardinha andou a arrancar pafletos que informava da reuniao de co-proprietarios no sabado na junta de freguesia. mas porque raio andava ele a tirar aquilo se nada tem aver com a associacao.

António Cardoso disse...

Um Bem-Haja a Todos!

Em directo, acompanhe o seu nascimento...

www.ViverPinhaldoGeneral.blogspot.com

Divirtam-se...
D+ Pelo Pinhal do General!

António Cardoso

António Cardoso disse...

O EVENTO ESTÁ A NASCER...

"D + VERDE AO PINHAL" num ambiente de "CONVIVER ++"

www.viverpinhaldogeneral.blogspot.com

Pedro Manuel AM disse...

O presidente Augusto Pólvora aquando do ultimato fez promessas tremendas e maravilhosas que encheram o coração dos moradores do Pinhal do General de esperança e expectativa. Agora passados 12 meses duvido que a promessa pessoal do Senhor Presidente algum dia seja cumprida?
Porém, aquela promessa específica, apresentação de contas da Augi do Pinhal do General. Será que foi mesmo uma promessa? Para mim não há qualquer sinal, indício ou possibilidade da mesma ser cumprida. Como fui tão ingénuo, que acreditei na promessa do Presidente Augusto Pólvora?
Senhor Presidente Augusto Pólvora não nos engane mais. Ok, todos nós sabemos, que a promessa não foi feita para ser cumprida. Ela foi feita para o Senhor Serpa continuar a fazer o que sempre fez, explorar, explorar..... Dói demais, ver um Presidente não cumprir o prometido.
Existe algo que o Presidente tem “medo” de enfrentar o Senhor Serpa? Algo demasiado forte para o seu poder? Algo que o impede de cumprir a sua promessa? Eu sei que dá medo despertar algo que há muito foi deixado de lado, esquecido.
Então após 12 meses de espera o Presidente Augusto Pólvora nada fez, no dia em que a sua promessa se cumprir será extraordinário, todos saberão que o Senhor se libertou. Por amor de Deus, não abra mão da sua promessa. Não desista de oferecer este milagre aos moradores do Pinhal do General.

Anónimo disse...

Vejam as artimanhas do Fernando Serpa, para adulterar as escrituras da Augi n.º 18 do Pinhal do General-Sesimbra, desde 1996, da qual se diz presidente.
É assim: A Câmara Municipal de Sesimbra passa uma certidão a pedido do Fernando Serpa como um determinado lote tem tudo pago, este por sua vez fala com a empresa Xavier de Lima e combinam fazer a escritura através de permuta. A partir daqui é que reside a aldrabice. O lote que vai ser objecto de permuta é o mesmo, posso afirma-lo por que já vi uma escritura feita desta maneira, o que me choca mais é a Câmara Municipal de Sesimbra e Fernando Serpa arranjarem a maneira do dono do lote, em caso de algo correr mal, ser ele o único responsável, por prestar falsas declarações.
O que poderá acontecer a quem fez a escritura segundo este método, se algum dia isto chegar à via judicial?

Aqui vai: desde o início Fernando Serpa pede uma certidão à Câmara Municipal de Sesimbra, do seguinte teor.

Comissão de Administração do Pinhal do General
(Bairro das Cidades e das Ilhas – AUGI n.º 18 – contr: 900.710.160)

Exmo. Senhor
Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra

-- Fernando Manuel Vieira Serpa, presidente da Comissão de Administração do Pinhal do General – Sesimbra vem por este meio solicitar a V. Exa., se digne mandar emitir em nome de XXXXXXX na qualidade de promitente comprador do Lote de terreno abaixo indicado, residente em yyyyyyy, Lote ZZ Pinhal do General, Quinta do Conde, Sesimbra -----------------------------------------------------------------------------Certifique que ------------------------- O lote de terreno designado pelo número PPPP com a área de XXX,XX metros quadrados, sito no Pinhal do General – Sesimbra, faz parte do prédio descrito na conservatória do Registo predial de Sesimbra sob. O número 3048 a fls. YYY do Livro ZZ, está abrangido pelo Plano de Pormenor do Pinhal do General, aprovado pela Assembleia Municipal de Sesimbra em 28 de Fevereiro de 2000, Publicado no Diário da República de 03/10/00, 2ª Série, não lhe sendo, por isso aplicável o disposto no Dec-Lei nº 555/99 de 16 de Dezembro, com as alterações introduzidas pelo Dec-Lei 177/01/de 4 de Junho e pela Lei nº 60/07 de 4 de Setembro------------------- Pinhal do General, a YY dias do mês de XXXXX do ano de Dois Mil e Oito

Pede Deferimento

O Presidente da Comissão

CERTIDÃO EMITIDA PELA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA:

Câmara Municipal de Sesimbra

---------------------Certidão----------------------
----- XXXXXXX, c----- T----- de --, da Câmara Municipal de Sesimbra----Em cumprimento da deliberação que recaiu sobre o requerimento registado sob o número YYYY respeitante a ZZZZZZZZZZ, residente, XXXXX, Lote YYY, Pinhal do General em Quinta do Conde, apreciado na reunião ordinária desta Câmara Municipal realizada no dia YY de ZZZZZ de 20ZZ---------Certifico que----------------------O lote de terreno designado pelo número YYY com a área de XXX.XX metros quadrados, sito Pinhal do General aprovado em YY de ZZZZZZ de 2000 pela Assembleia Municipal de Sesimbra e publicado no Diário da República de xx/yy/zz 2ª Série, não lhe sendo por isso aplicável o disposto no Dec-Lei nº 555/99 de 16 de Dezembro, com as alterações introduzidas pela Lei nº 60/2007 de 04 de Setembro.
-- A presente Certidão é válida pelo período de um ano -------------------------------------------------------------- Por ser verdade e ter sido requerida, passo a presente certidão que assino e faço autenticar com o selo branco em uso nesta Câmara Municipal------------ Quinta do Conde, aos YYPER20XX dias de ----- de dois Mil e XXX
(carimbo)
Ass.

É com esta certidão ou outra semelhante assinada pela Câmara Municipal de Sesimbra que se vai fazer todo o tipo de escrituras, pelo menos já vamos na quarta modalidade.

Nota:
Junto ao pedido da certidão feito pelo Fernando Serpa, segue outro doc. a dizer que o dono do terreno tem tudo pago.
Assim: tendo o dono do lote tudo pago, porque é pedida a certidão como promitente comprador?

Anónimo disse...

Vejam as artimanhas do Fernando Serpa, para adulterar as escrituras da Augi n.º 18 do Pinhal do General-Sesimbra, desde 1996, da qual se diz presidente.
É assim: A Câmara Municipal de Sesimbra passa uma certidão a pedido do Fernando Serpa como um determinado lote tem tudo pago, este por sua vez fala com a empresa Xavier de Lima e combinam fazer a escritura através de permuta. A partir daqui é que reside a aldrabice. O lote que vai ser objecto de permuta é o mesmo, posso afirma-lo por que já vi uma escritura feita desta maneira, o que me choca mais é a Câmara Municipal de Sesimbra e Fernando Serpa arranjarem a maneira do dono do lote, em caso de algo correr mal, ser ele o único responsável, por prestar falsas declarações.
O que poderá acontecer a quem fez a escritura segundo este método, se algum dia isto chegar à via judicial?

Anónimo disse...

Aqui vai: desde o início Fernando Serpa pede uma certidão à Câmara Municipal de Sesimbra, do seguinte teor.

Comissão de Administração do Pinhal do General
(Bairro das Cidades e das Ilhas – AUGI n.º 18 – contr: 900.710.160)

Exmo. Senhor
Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra

-- Fernando Manuel Vieira Serpa, presidente da Comissão de Administração do Pinhal do General – Sesimbra vem por este meio solicitar a V. Exa., se digne mandar emitir em nome de XXXXXXX na qualidade de promitente comprador do Lote de terreno abaixo indicado, residente em yyyyyyy, Lote ZZ Pinhal do General, Quinta do Conde, Sesimbra -----------------------------------------------------------------------------Certifique que ------------------------- O lote de terreno designado pelo número PPPP com a área de XXX,XX metros quadrados, sito no Pinhal do General – Sesimbra, faz parte do prédio descrito na conservatória do Registo predial de Sesimbra sob. O número 3048 a fls. YYY do Livro ZZ, está abrangido pelo Plano de Pormenor do Pinhal do General, aprovado pela Assembleia Municipal de Sesimbra em 28 de Fevereiro de 2000, Publicado no Diário da República de 03/10/00, 2ª Série, não lhe sendo, por isso aplicável o disposto no Dec-Lei nº 555/99 de 16 de Dezembro, com as alterações introduzidas pelo Dec-Lei 177/01/de 4 de Junho e pela Lei nº 60/07 de 4 de Setembro------------------- Pinhal do General, a YY dias do mês de XXXXX do ano de Dois Mil e Oito

Pede Deferimento

O Presidente da Comissão

Anónimo disse...

CERTIDÃO EMITIDA PELA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA:

Câmara Municipal de Sesimbra

---------------------Certidão----------------------
----- XXXXXXX, c----- T----- de --, da Câmara Municipal de Sesimbra----Em cumprimento da deliberação que recaiu sobre o requerimento registado sob o número YYYY respeitante a ZZZZZZZZZZ, residente, XXXXX, Lote YYY, Pinhal do General em Quinta do Conde, apreciado na reunião ordinária desta Câmara Municipal realizada no dia YY de ZZZZZ de 20ZZ---------Certifico que----------------------O lote de terreno designado pelo número YYY com a área de XXX.XX metros quadrados, sito Pinhal do General aprovado em YY de ZZZZZZ de 2000 pela Assembleia Municipal de Sesimbra e publicado no Diário da República de xx/yy/zz 2ª Série, não lhe sendo por isso aplicável o disposto no Dec-Lei nº 555/99 de 16 de Dezembro, com as alterações introduzidas pela Lei nº 60/2007 de 04 de Setembro.
-- A presente Certidão é válida pelo período de um ano -------------------------------------------------------------- Por ser verdade e ter sido requerida, passo a presente certidão que assino e faço autenticar com o selo branco em uso nesta Câmara Municipal------------ Quinta do Conde, aos YYPER20XX dias de ----- de dois Mil e XXX
(carimbo)
Ass.

É com esta certidão ou outra semelhante assinada pela Câmara Municipal de Sesimbra que se vai fazer todo o tipo de escrituras, pelo menos já vamos na quarta modalidade. Ainda chamam a isto uma AUGI?

Nota:
Junto ao pedido da certidão feito pelo Fernando Serpa, segue outro doc. a dizer que o dono do terreno tem tudo pago.
Assim: tendo o dono do lote tudo pago, porque é pedida a certidão como promitente comprador?

Anónimo disse...

Cuidado com as permutas.
Nota:
Denuncio a parte relevante da escritura que tive acesso feita entre o 1º outorgante (dono do terreno) e o 2º outorgante (António Xavier de Lima) é assim:

DECLARARAM OS OUTORGANTES:
Que ao primeiro outorgante pertence o seguinte:
O direito a trezentos e ....../dois milhões trezentos e quarenta e um mil duzentos e cinquenta avos indivisos do prédio rústico sito no Casal do Sapo, freguesia de Fernão Ferro, concelho do Seixal.-----------------------------
Está descrito na Conservatória do Registo Predial do Seixal sob o número vinte e dois mil seiscentos e oitenta e um, do livro ..., lá registada a aquisição dos ditos avos a favor do primeiro outorgante pela inscrição ....., do livro .... ----------------------
Está inscrito na matriz predial rústica da freguesia de Arrentela sob o artigo ...., com o valor patrimonial correspondente aos ditos avos de .... €. -------------------------
Que atribui a este direito o valor de DUZENTOS ..... ---------------------------------
Que ao segundo outorgante, pertence o seguinte: --------------------------------------
Um lote de terreno destinado a construção urbana, com a área de trezentos e .....metros quadrados, designado por lote ....., sito na Rua AAA, Pinhal do General, freguesia da Quinta do Conde, concelho de Sesimbra, que confrontado a norte com o lote ...., do sul com o lote ...., nascente ....., poente com o lote ....., a destacar do prédio rústico descrito na Conservatória do Registo Predial Sesimbra sob o número três mil e quarenta e oito, do livro ...., lá registada a aquisição a favor do segundo outorgante pela inscrição ...., do livro ....
Que o lote que ora se destaca está inscrito na respectiva matriz sob o artigo provisório 0000. ------------------------------------------
Que atribui ao lote o valor de ....€. ----------
O primeiro outorgante cede ao segundo outorgante o indicado direito a trezentos e ..../ dois milhões trezentos e quarenta e um mil duzentos e cinquenta avos indivisos, e recebe em troca, do segundo outorgante o referido lote de terreno. -----
DISSERAM AINDA TODOS OS OUTORGANTES, sob sua inteira responsabilidade que o negócio titulado por esta escritura não foi objecto de intervenção de mediador imobiliário nos termos e para os efeitos do artº. 50º do Dec.-Lei nº. 211/2004 de 20 de Agosto.---------------------------
ASSIM O DISSERAM E OUTORGARAM ----Adverti o segundo outorgante do regime de compropriedade resultante deste acto e dos seus efeitos, designadamente a impossibilidade de registar em seu nome qualquer O primeiro outorgante cede ao segundo outorgante o indicado direito a trezentos e ...../ dois milhões trezentos e quarenta e um mil duzentos e cinquenta avos indivisos, e recebe em troca, do segundo outorgante o referido lote de terreno. construção. ---------------------------
Adverti ainda os outorgantes de que incorrem na pena prevista para o crime de falsidade de depoimento ou declaração se tiverem omitido ou falseado declarações nesta escritura quanto ao referido artigo cinquenta. ---------------------
DOCUMENTOS: ------------------------------------
ARQUIVADAS:-------------------------------------
Certidão emitida pela Câmara Municipal de Sesimbra comprovativa de que o lote de terreno atrás identificado está abrangido pelo Plano de Pormenor do Pinhal do General, aprovado em.... Pela Assembleia Municipal de Sesimbra e .......

Anónimo disse...

Cuidado com as permutas.
Nota:
Denuncio a parte relevante da escritura que tive acesso feita entre o 1º outorgante (dono do terreno) e o 2º outorgante (António Xavier de Lima) é assim:

DECLARARAM OS OUTORGANTES:
Que ao primeiro outorgante pertence o seguinte:
O direito a trezentos e ....../dois milhões trezentos e quarenta e um mil duzentos e cinquenta avos indivisos do prédio rústico sito no Casal do Sapo, freguesia de Fernão Ferro, concelho do Seixal.-----------------------------
Está descrito na Conservatória do Registo Predial do Seixal sob o número vinte e dois mil seiscentos e oitenta e um, do livro ..., lá registada a aquisição dos ditos avos a favor do primeiro outorgante pela inscrição ....., do livro .... ----------------------
Está inscrito na matriz predial rústica da freguesia de Arrentela sob o artigo ...., com o valor patrimonial correspondente aos ditos avos de .... €. -------------------------
Que atribui a este direito o valor de DUZENTOS ..... ---------------------------------
Que ao segundo outorgante, pertence o seguinte: --------------------------------------
Um lote de terreno destinado a construção urbana, com a área de trezentos e .....metros quadrados, designado por lote ....., sito na Rua AAA, Pinhal do General, freguesia da Quinta do Conde, concelho de Sesimbra, que confrontado a norte com o lote ...., do sul com o lote ...., nascente ....., poente com o lote ....., a destacar do prédio rústico descrito na Conservatória do Registo Predial Sesimbra sob o número três mil e quarenta e oito, do livro ...., lá registada a aquisição a favor do segundo outorgante pela inscrição ...., do livro ....
Que o lote que ora se destaca está inscrito na respectiva matriz sob o artigo provisório 0000. ------------------------------------------
Que atribui ao lote o valor de ....€. ----------
O primeiro outorgante cede ao segundo outorgante o indicado direito a trezentos e ..../ dois milhões trezentos e quarenta e um mil duzentos e cinquenta avos indivisos, e recebe em troca, do segundo outorgante o referido lote de terreno. -----
DISSERAM AINDA TODOS OS OUTORGANTES, sob sua inteira responsabilidade que o negócio titulado por esta escritura não foi objecto de intervenção de mediador imobiliário nos termos e para os efeitos do artº. 50º do Dec.-Lei nº. 211/2004 de 20 de Agosto.---------------------------
ASSIM O DISSERAM E OUTORGARAM ----Adverti o segundo outorgante do regime de compropriedade resultante deste acto e dos seus efeitos, designadamente a impossibilidade de registar em seu nome qualquer O primeiro outorgante cede ao segundo outorgante o indicado direito a trezentos e ...../ dois milhões trezentos e quarenta e um mil duzentos e cinquenta avos indivisos, e recebe em troca, do segundo outorgante o referido lote de terreno. construção. ---------------------------
Adverti ainda os outorgantes de que incorrem na pena prevista para o crime de falsidade de depoimento ou declaração se tiverem omitido ou falseado declarações nesta escritura quanto ao referido artigo cinquenta. ---------------------
DOCUMENTOS: ------------------------------------
ARQUIVADAS:-------------------------------------
Certidão emitida pela Câmara Municipal de Sesimbra comprovativa de que o lote de terreno atrás identificado está abrangido pelo Plano de Pormenor do Pinhal do General, aprovado em.... Pela Assembleia Municipal de Sesimbra e .......

Anónimo disse...

Nota:
Denuncio a parte relevante da escritura que tive acesso feita entre o 1º outorgante (dono do terreno) e o 2º outorgante (António Xavier de Lima) é assim:

DECLARARAM OS OUTORGANTES:
Que ao primeiro outorgante pertence o seguinte:
O direito a trezentos e ....../dois milhões trezentos e quarenta e um mil duzentos e cinquenta avos indivisos do prédio rústico sito no Casal do Sapo, freguesia de Fernão Ferro, concelho do Seixal.-----------------------------
Está descrito na Conservatória do Registo Predial do Seixal sob o número vinte e dois mil seiscentos e oitenta e um, do livro ..., lá registada a aquisição dos ditos avos a favor do primeiro outorgante pela inscrição ....., do livro .... ----------------------
Está inscrito na matriz predial rústica da freguesia de Arrentela sob o artigo ...., com o valor patrimonial correspondente aos ditos avos de .... €. -------------------------
Que atribui a este direito o valor de DUZENTOS ..... ---------------------------------
Que ao segundo outorgante, pertence o seguinte: --------------------------------------
Um lote de terreno destinado a construção urbana, com a área de trezentos e .....metros quadrados, designado por lote ....., sito na Rua AAA, Pinhal do General, freguesia da Quinta do Conde, concelho de Sesimbra, que confrontado a norte com o lote ...., do sul com o lote ...., nascente ....., poente com o lote ....., a destacar do prédio rústico descrito na Conservatória do Registo Predial Sesimbra sob o número três mil e quarenta e oito, do livro ...., lá registada a aquisição a favor do segundo outorgante pela inscrição ...., do livro ....
Que o lote que ora se destaca está inscrito na respectiva matriz sob o artigo provisório 0000. ------------------------------------------
Que atribui ao lote o valor de ....€. ----------
O primeiro outorgante cede ao segundo outorgante o indicado direito a trezentos e ..../ dois milhões trezentos e quarenta e um mil duzentos e cinquenta avos indivisos, e recebe em troca, do segundo outorgante o referido lote de terreno. -----
DISSERAM AINDA TODOS OS OUTORGANTES, sob sua inteira responsabilidade que o negócio titulado por esta escritura não foi objecto de intervenção de mediador imobiliário nos termos e para os efeitos do artº. 50º do Dec.-Lei nº. 211/2004 de 20 de Agosto.---------------------------
ASSIM O DISSERAM E OUTORGARAM ----Adverti o segundo outorgante do regime de compropriedade resultante deste acto e dos seus efeitos, designadamente a impossibilidade de registar em seu nome qualquer O primeiro outorgante cede ao segundo outorgante o indicado direito a trezentos e ...../ dois milhões trezentos e quarenta e um mil duzentos e cinquenta avos indivisos, e recebe em troca, do segundo outorgante o referido lote de terreno. construção. ---------------------------
Adverti ainda os outorgantes de que incorrem na pena prevista para o crime de falsidade de depoimento ou declaração se tiverem omitido ou falseado declarações nesta escritura quanto ao referido artigo cinquenta. ---------------------
DOCUMENTOS: ------------------------------------
ARQUIVADAS:-------------------------------------
Certidão emitida pela Câmara Municipal de Sesimbra comprovativa de que o lote de terreno atrás identificado está abrangido pelo Plano de Pormenor do Pinhal do General, aprovado em.... Pela Assembleia Municipal de Sesimbra e .......

Antonio Fonseca disse...

Que grande aldrabice são ao escrituras segundo o que aqui está escrito.
E como nem o Sr. Serpa nem o Sr. Presidente Pólvora vem desmentir é porque é verdade.
O Sr. Serpa bem tenta que eu pague, mas agora pelo que está escrito é que não vou pagar mesmo.

Anónimo disse...

Vocês conhecem o candidato a primeiro ministro que vem mudar tudo e por tudo bem? E quando lá chega faz o mesmo, porque está no sistema, que ou ele entra no esquema social e politico ou está lixado pessoalmente. E os que estão á espera do seu canditado ganhar para terem a sua oportunidade de encher os bolsos tambem. Esta merda de gente está a falar para quem? Ou sobre quem? Mas realmente alguem poe a mão no fogo por alguem que ao invez de tentar que as coisas se resolvam quer impor novas gerencias e técnicas e recorra á difamação só mesmo os estupidos e seus colaboradores entram em tais esquemas, e não sabem o que os mesmos têm feito (e são capazes de fazer e obrigar outros a fazer) para terem o que falar. Eu não ponho a minha mão no lume por tais varinas. Aliás eu pergunto-me, já que ficam tão indignados que se defenda os que estão nas direcções, com "coitadinhos que eles são!", pergunto-me como dizia por que é que a lista dos membros da PIDE continua e esteve fechado a sete chaves, não foi para continuarem o seu trabalhinho ás escuras, metendo as culpas do que não se consegue fazer neste pais em pessoas individuais. Pois é digam que é mania de perseguição ou paranoia, cada um a responsabilidade social das suas acusações, á esqueci-me da dissimulação pois nós realmente juntos temos o poder de mudar a vida das pessoas ou tentamos durante décadas na experança e na coação para que isso aconteça, e desgraçado dos estupidos que se metem nas coisas por fazer alguma coisa pelo país e não considere as luvas e os lobbies e sei lá que mais. Devem estar a pensar que todos os que lêm o blog não sabem em que pais moram, a corrupção obrigatória que impoêm para se sentirem no poder, os jogos do poder e a limpeza da imagem imaculada, e nomeiem outra razão que por mais estupida é mais provavel que exista na acção destas varinas. Quem não sabe no meio de merda que vive que se deixe influenciar. Ou querem agora convencer-me que a politiquice não está tambem cheia de mesquinhices pessoais. Vaiam cantar exclusivamente para estupidos que eu conheço bem os vossos esquemas. C a g a n d o - m e para qualquer um dos intervinientes deste assunto sejam eles quem forem, câmara, augi, opositores ou a favor.

Arlindo Funina disse...

O FALSO presidente da FALSA “Área Urbana de Génese Ilegal” AUGI Pinhal do General Sesimbra, Sr. Fernando Manuel Vieira Serpa NÃO cumpriu o ultimato estabelecido na deliberação da Câmara, e por o Sr. Presidente da Câmara, Augusto Manuel Neto Carapinha Pólvora, da apresentação das contas intercalares desde o inicio, na assembleia de 9 de Janeiro de 2010.
As contas intercalares, passados 22 meses (quase dois anos) continuam a não serem apresentadas.
O Sr. Fernando Serpa NÃO cumpriu, o Sr. Presidente da Câmara Augusto Pólvora também não cumpriu até a data a deliberação da Câmara, que era de reunir a assembleia para destituir o FALSO presidente Fernando Serpa e propor a eleição de uma nova comissão.
O FALSO presidente da FALSA, AUGI continuou, e contínua, a receber avultadas quantias de euros com o consentimento do Sr. Presidente da CMS, e da Câmara, sem o obrigarem a apresentar as contas intercalares desde o inicio.
O FALSO presidente Fernando Serpa, recebeu recentemente mais uma grande avultada quantia de EUROS de duas pessoas.
Dona, Maria de Lurdes Cunha Sebastião. Residente. Praceta da Amizade 245-1.º Dt.º Bairro Mira Sintra em Cacém, e
Dona, Alda da Costa Silva Leitão. Residente. Rua Alferes Barrilaro Ruas n.º16-1,º Esquerdo, Lisboa.

Para mais informações ou esclarecimentos, sobre este ou outros assuntos, contacte Arlindo Funina Telefono 212 104 289

Anónimo disse...

Venho através deste blogue denunciar o que a Câmara Municipal de Sesimbra, anda a fazer aos munícipes deste concelho.

Ora, digam lá, se isto é ou não é um roubo?

Queixa apresentada no Provedor de Justiça pela Senhora A. e Senhor B.;

O Provedor de Justiça, Dr. Alfredo José de Sousa em 23 de Fevereiro de 2010 emitiu a recomendação n.º 3 / A / 2010.

Conclusões:
(Assim, pelas razões que deixei expostas e no exercício do poder que me é conferido pelo disposto no artigo 20.º, n.º 1, alínea a), da Lei n.º 9/91, de 9 de Abril, RECOMENDO a V. Exa. que pondere providenciar:

A. Pela integral restituição do valor pago pela Senhora A., por referência ao ano de 2006, já que não se verificou qualquer disponibilidade do sistema público de drenagem nesse ano.

B. Pelo fraccionamento da taxa e restituição das quantias cobradas à Senhora A., de Janeiro a Setembro de 2007, e ao Senhor B., de Janeiro a Junho de 2007;

C. Caso mantenha a posição que desde já não se aceita por falta de fundamento substantivo de insusceptibilidade de fraccionamento da taxa por períodos de tempo inferiores ao ano civil, considerar que não é devida no ano de 2007, procedendo ao reembolso integral das quantias pagas pelos Reclamantes com referência àquele ano;

D. Pela adopção de medidas tendentes a que o artigo 82.º do Regulamento Municipal não inclua na sua previsão momentos do ano civil em que não se verifique a disponibilidade do sistema público de drenagem e que, caso outra solução não seja encontrada, contemple expressamente a possibilidade de fraccionamento da taxa.

Dignar-se-á V. Exa. a dar cumprimento ao disposto no artigo 38.º, n.ºs 2 e 3, da Lei n.º 9/91, de 9 de Abril, e comunicar-me, no prazo de 60 dias, a posição que é assumida relativamente à presente Recomendação).

Se o Presidente Arq. Augusto Pólvora, cumpriu esta recomendação, em relação à Senhora A. e Senhor B., o que fez em relação aos muitos (podem ser milhares) de munícipes que pagaram a taxa de conservação e tratamento de esgotos, a partir de 2005 ou antes?

Aqui temos um Presidente ao serviço da população e um representante de um partido que tanto ataca as outras forças políticas!