sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Gestão CDU ignora a realidade do Pinhal do General

SOU residente na Quinta do Conde e confesso não ter qualquer simpatia política por algum partido, coligação ou outros. Ajudarei, no meu dever como cidadão munícipe, o quanto eu souber e estiver ao meu alcance, qualquer força política que, no meu entendimento, estiver a trabalhar correctamente para o bem da população, sem qualquer interesse para fins políticos ou partidários. O bem estar público, seguindo as normas legais vigentes, está sempre primeiro.
Muito sinceramente, não quero atacar injustamente, ou mesmo denegrir, a imagem de Ezequiel Lino ou do actual presidente da Câmara Municipal de Sesimbra (CMS), Augusto Pólvora, ou de quem quer que seja.
É habitual ouvir dizer a alguns políticos, principalmente os que possuem altos cargos, “Fiz o que soube, e o que esteve ao meu alcance”. Não corresponde à realidade. Senão vejamos. No jornal “O Fórum da Quinta do Conde”, claramente da cor política de quem está na gestão da CMS, e exclusivamente ao serviço desta, veio publicada, em Novembro de 2008, uma grande reportagem sobre Ezequiel Lino e os seus 21 anos a gerir o destino da CMS. Ocupa 3 páginas, onde se pode ler conversa, conversa e mais conversa. Diz o ex-presidente, «se eu soubesse teria feito de outra maneira», e mais à frente diz que «nos 21 anos, se dissesse que não fiz nada errado estaria a mentir!». A “outra maneira”, talvez alguém a tivesse dito para se fazer. Falta saber. Também falta saber se, quando fez errado, ouve alguém que o advertiu antes de o fazer.
Houve um erro muito grande e muito grave. Foi o de não delimitar o Pinhal do General devidamente em 1996, conforme consta na Lei, designada como Lei das Áreas Urbanas de Génese Ilegal (AUGI), e aceitar um grupo de pessoas que se apoderaram do Pinhal do General., Ainda hoje aí permanecem, não tendo produzido qualquer efeito os variadíssimos esforços que tenho feito desde o início do ano 2005, junto do actual presidente, Augusto pólvora, fazendo-lhe ver o que está errado e pondo em cima da mesa os factos devidamente fundamentados, conhecendo bem a realidade.
O actual Sr. presidente da CMS, que é da mesma (cor) força politica, não me dá ouvidos porque sabe muito bem que está a ignorar toda e qualquer norma regulamentar vigente do Ordenamento do Território para alcançar os seus objectivos para fins políticos ou partidários.
Não é há um ou dois meses que ando nesta luta. É já há 3 anos. Portanto, Sr. Ezequiel Lino, com todo o meu sincero respeito pela sua pessoa, essa conversa, conversa e mais conversa, desculpe-me, mas teria que ouvir os opositores. É muito natural que, no futuro, o actual presidente da CMS responda também a muitas grandes entrevistas como esta e que venha dizer quais os fins políticos e partidários alcançados, mas não dizendo que foi ele também que ajudou a complicar ainda mais do que já estava a concretização da reconversão do Pinhal do General.
Não me vou alongar mais. Por agora chega. Caro leitor, se quiser pôr a sua questão ou o seu comentário no Blog: www.arlindofunina.blogspot.com nós respondemos.

Arlindo Funina
Pinhal do General, Sesimbra

19 comentários:

Anónimo disse...

Custa a acreditar... Faz-me lembrar aqueles (os corruptos) que se aproveitam dos que estão de boa fé. Verdade seja dita, são bons, mas a encher os bolsos? Detesto que me enganem. Detesto que me atirem areia para os olhos. Detesto que façam de mim parvo. Detesto a pouca vergonha destes senhores. Detesto ver a m…. varrida para debaixo do tapete. E, mais uma vez, o Augusto vem com aquele ar de sonsinho, enganar o “Zé Povinho”. Que grande democrata …. IRRA… Será que os munícipes vão ter coragem para correr com ele nas próximas eleições?

Anónimo disse...

Pelo que está escrito neste blog se vê que os representantes da CDU não são democratas mas, aproveitadores ….. Tenho uma grande tristeza ver o PCP a ser “comido” por estes oportunistas ….. Afinal, o PCP está a defender quem?

Manuel disse...

Presidentes, as críticas não são fáceis. A verdade é que o Ezequiel Lino é o responsável por esta AUGI ilegal, é responsável por meter o Fernando Serpa em presidente da comissão, é o responsável por não existir delimitação, logo, não há AUGI. Assim, não andem a aldrabar os “pobres” que confiam em vocês. Claro que todos fingem que isto está legal. A verdade é que estamos perante uma grande aldrabice. Como não sou comunista nem de partido algum, posso reconhecer o que fizeram bem e o que fizeram mal. Queiram ou não, estes senhores estão a fez muito mal ao Pinhal do General.

Anónimo disse...

Viva o facilitismo. Viva a prenda que foi dada ao Serpa. Esta tristeza passa-se nesta privadazeca autarquia à beira mar plantada. Assim, é muito fácil enriquecer! Realmente ele há cada milagre!

Anónimo disse...

Ezequiel Lino, quanto é que o Serpa, pagou pelo favor?????
Augusto Pólvora quanto é que recebes do Serpa?????
Podem dizer que isto não é corrupção!!!!! É simplesmente uma prenda.

Anónimo disse...

Senhor presidente, por acaso toma os comproprietários do Pinhal do General por estúpidos ou ingénuos? O que afirma não corresponde à realidade, por isso não precisa de se sentir ofendido. Não concordo com aquilo que afirma, como por exemplo de que a Augi do Pinhal do General foi delimitada, pelo menos, a lei 91/95, de 2 de Setembro, não foi escrupulosamente cumprida, mas acho que a sua argumentação não é de modo algum honesta e transparente. Mais, quem diz e escreve que a Augi foi bem delimitada, não está a ser sério, nem bem-intencionado tem necessariamente de estar a gozar com os comproprietários do Pinhal do General, ou então tem um problema grave e não é capaz
de compreender a realidade.

Indya disse...

Sr. Funina,

Considera legitimo e honesto publicar comentários anónimos que acusam de corrupção pessoas perfeitamente identificáveis ?

É esse o objectivo do seu blog ?

É assim que defende o interesse público ?

Deus nos livre de pessoas assim, tão honestas, tão desinteressadas, tão, tão...

Miguel Pereira disse...

Qual a diferença entre o comentário anónimo, e outro com Indya???? Ambos não identificam ninguém…..
Indya, aqui ninguém está a chamar corrupto, seja a quem quer que seja.
Mas que eles os HÁ!!!! Isso não tenha dúvidas.
Já agora, que anda tão bem informada, diga-nos, como é que os senhores que fazem parte da C…, quase todos arranjaram vários bens depois de lá estarem????

Anónimo disse...

Dª Indya,
Corrupção em Portugal? E principalmente nas autarquias? Que ideia....As pessoas que dizem isso não conhecem o país! Embora existam alguns, que outrora eram pobres. Agora, com os lugares que ocupam, não sabem o que têm, como disse alguém aqui,"realmente ele há cada milagre".

Anónimo disse...

Indya, por acaso também veio da terra dos índios, como um tal, que chegou a assessor do Presidente sem saber como?

Funina disse...

Indya em 13-01-2009 fez umas quantas perguntas, na qual já foram dadas algumas das muitas respostas nos comentários que se seguiram, que se enquadram nas perguntas.

O principal objectivo do meu blog, é divulgar o início das falsidades que a CDU impingiu como verdadeiras no ano de 1996 no Pinhal do General quando estava na gerência da autarquia. Por inerência o PS seguiu os mesmos passos. Actualmente a CDU continua a insistir a querer impingir as falsidades como verdadeiras, o que não será por muito tempo, porque a verdade tem que vir ao de cima. Quando digo que o Sr. Presidente da CMS está a querer impingir, digo com convicção, porque ele sabe perfeitamente, que quando aceita qualquer requerimento ou processo do considerado pela CMS representante da AUGI do Pinhal do General, (Fernando Manuel Vieira Serpa), como Administração Conjunta (que não é), o Sr. Presidente da CMS tem a perfeita consciência que este Sr. Serpa por si só, não é, nem pode perante a Lei representar a Administração Conjunta.
De todos os autarcas, o que me parece estar mais incomodado com a divulgação neste blog destas grandes falsidades da considerada pela CMS AUGI n.º 18 (que não é), é o Sr. Victor Antunes, a quem o Sr. Presidente da CMS delegou competências, para subdelegar na área do urbanismo incluindo as Áreas Urbanas de Génese Ilegal (AUGI). Por exemplo: Este autarca “Sr. Victor Antunes” está a sentir-se tão incomodado ao ponto de ir à minha residência pelas 21h ameaçar-me, para que eu retirasse o seu nome deste blog. “Caro leitor se não tem conhecimento deste caso pode consultar nas páginas deste blog”.
Portanto “Indya” a própria natureza dos factos desmascara os “anónimos”. É obvio que estas falsidades não podem continuar por muito mais tempo. Mais cedo ou mais tarde vão ter que parar, e ser reposta a legalidade, a verdade.

Anónimo disse...

Gostava que alguém neste blog nos ajudasse a resolver este problema?
Há uns meses atrás o Sr. Fernando Serpa chamou a minha mãe para fazer a escritura do terreno, mandou-a ir ter com a Dª Teresa (que tem uma agência na Av. da Liberdade, em Quinta do Conde e que trata das escrituras do Pinhal do General). Esta Srª exigiu que minha mãe pagasse uma certa quantia (não era assim tão pouco) em dinheiro vivo e que não aceitava outra forma de pagamento. Nem passava factura. Ora, o Pinhal do General tem muitas centenas de lotes, a Srª a proceder desta maneira quanto nos tira? Assim, ao não passar factura, não declara quanto ganha, burlando também o estado!
Obrigada.

Anónimo disse...

É esta a "Conde 4" anunciada, Sr. Presidente Pólvora? Para quando uma mão séria para estes nossos vizinhos que deixam carragas de dinheiro na Comissão do Serpa. Que o diga o pai do João da Papelaria, que coitado tudo quanto ganhou e a sua reforma estão nas mãos deste senhor a troco de uma mão cheia de nadas. O Pinhal do General e os seus moradores não merecem tratamento marginalizado por parte das entidades públicas. Sou militante do PCP e reconheço que no que diz respeito ao Pinhal do General a Câmara CDU não tem assumido aquilo que prometeu aos moradores.
Silvestre Bernardo

Indya disse...

Miguel Pereira ??? Tb não sei Quem é ???
Afirma que - Ninguém está a chamar corrupto seja a quem for ??? Essa é boa !

Normalmente não costumo perder o meu tempo a meter o nariz na vida alheia, muito menos costumo falar do que não sei ? Pelos vistos não estou assim tão bem informada ?

Mas, Continuo a considerar uma falta de ética acusar sistemáticamente, intencionalmente e irresponsávelmente os "outros" de corrupção,sem antes reunir provas e factos concretos.

Sr. Funina,
Os comentários que se seguiram ao meu só confirmaram o principal objectivo do seu blog.
Contudo, o seu comentário contém uma novidade - afinal o PS também se portou mal. Talvês a solução para todos os problemas esteja agora num movimento de cidadãos independentes (do qual o Sr. Funina faz parte), incorruptíveis, desinteressados, liderados por um político de carreira que um dia se deitou militante do PS e no outro acordou independente.
Ora convenhamos ! Neste caso concreto não valerá a pena contabilizar as riquezas acumuladas durante a sua carreira política depois de chegar à terra dos indios, a complexa reviravolta ideológica que protagonizou serve na perfeição para exemplificar a génese da corrupção.

Com os meus respeitosos cumprimentos

Manuel disse...

O Serpa e a Teresa acham que podem fazer tudo segundo a sua vontade doentia, sem restrições ou limitações. Acima da lei, acima dos escrúpulos. Desde injustiças, até os mais absurdos e incríveis factos inimagináveis. Por mais que se tenha poder sobre coisas ou pessoas, ninguém é imbatível. Nada é para sempre. A soberba desta gente precede a queda.

Anónimo disse...

Mas que maravilha! Bravo srs Augusto Pólvora, Fernando Serpa e Teresa! Caramba! Assim é que é encher os bolsos... Coitados dos Srs João da Papelaria, vão no conto do vigário.... E digo mais, tudo isto é uma farsa e uma R....! E eles têm plena consciência do que estão a fazer.... ou pensam que não? O Pinhal do General está a ser gerido por malabaristas, são todos a tentarem aldrabar (R) os pobres dos moradores. Não acham que é tempo de passarem a ser honestos? Desculpe, sr. presidente, mas algo vai mal no seu reino.....
Como contribuinte peço às autoridades competentes que façam uma investigação séria a esta gente! Pelo que estou a ver o Estado também está a ser “comido”.

Miguel Pereira disse...

Sabe Indya, eu nunca ouvi dizer que um criminoso tivesse a atitude honrosa e digna de dizer, espontaneamente, que praticou um crime. A bem da verdade é que quando alguém comete uma acção de corrupção ou outra, e nega a autoria daquilo que ele sabe que fez, este indivíduo nunca soube na prática nem na teoria, o que é dignidade e moral, muito menos bons costumes e ética humana. A táctica do criminoso, é pedir onde estão as provas.
Indya, deixe-se de ingenuidades…

Miguel Pereira disse...

Indya, veja o que escreveu: “Normalmente não costumo perder o meu tempo a meter o nariz na vida alheia, muito menos costumo falar do que não sei? Pelos vistos não estou assim tão bem informada?”.

Depois: “agora num movimento de cidadãos independentes (do qual o Sr. Funina faz parte), incorruptíveis, desinteressados, liderados por um político de carreira que um dia se deitou militante do PS e no outro acordou independente.
Ora convenhamos! Neste caso concreto não valerá a pena contabilizar as riquezas acumuladas durante a sua carreira política depois de chegar à terra dos indios, a complexa reviravolta ideológica que protagonizou serve na perfeição para exemplificar a génese da corrupção”.

Mesmo sem querer a boca fugiu-lhe para a verdade, revelando o seu carácter....

Sem comentários! Está tudo dito.

Anónimo disse...

Eh! Não zurzem mais na Indya. Pede ajuda ao Victor. Ele vai a casa deles, abre-lhe os olhos e fica o assunto resolvido.